quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Porto Seguro em julho (parte 2)

O terceiro dia foi uma mistura de sol e chuva... em alguns momentos abria aquele sol, em outros chovia... chuva rápida... como não somos feitos de açúcar, não houve problemas... ficamos na praia durante o sol, quando chovia (sem raios e trovões), meu marido, eu e o Henrique aproveitávamos a praia vazia e íamos os três para o mar... a água mais quente que a água da chuva... Lavamos a alma!!! Brincamos no mar... Que delícia... quando chovia, o povo corria para o hotel e de repente voltavam tentando recuperar suas cadeiras... era engraçado de ver!
A gente ficava por lá mesmo e quando o sol aparecia já estávamos lá...




No quarto dia, para o meu desespero, o Henrique amanheceu assim:



Liguei para o pediatra e descobrimos que ele teve duas coisas: indisposição alimentar (vomitou uma vez) e alergia (das picadas de insetos no rosto e da mistura: areia + sol + protetor solar).
Receitou anti-alérgico, o que deixou o Henrique meio caidinho... mas mesmo assim, ele não deixou de aproveitar cada segundinho: jogou bola, correu, brincou e até dormiu na praia!




O Henrique nunca brincou nos kids club dos hotéis que ficamos, mas dessa vez ele pediu para brincar e brincou todos os dias... brincava das 15:00 às 17:30 hs... Brincava de pega-pega, no parquinho, elefantinho colorido, caça ao tesouro, ouvia histórias, tomava lanchinho e muito mais... Senti uma falta dele!!! Não estou acostumada a deixá-lo no clubinho!

... assim foram todos os dias, entre sol e pancadinhas de chuva, fomos à praia todos os dias, nos divertimos muito!!! Ah, uma das noites fomos até a Passarela do Álcool, que mudou de nome e hoje chama-se Passarela do Descobrimento... Foi demais!!!
Durante oito dias pudemos relaxar, descansar, aproveitar para ficarmos juntinhos!!!










Foi muito bom!!!

Teve um dia de chuva que aproveitamos para fazer um "tesouro do mar". Buscamos no mar tudo o que achamos de diferente e lindo, juntamos tudo para uma foto e depois devolvemos ao mar tudo o que era dele... uma vez aprendemos de um biólogo em Alagoas que não era legal ficar levando conchinhas do mar embora... que de uma em uma, o ser humano estava degradando o ambiente praiano... Se vocês pensarem, antes as praias eram cobertas de conchinhas e está ficando cada vez mais difícil encontrá-las como antes... Ensinamos isso ao Henrique, então ele pega tudo o que quer, brinca, observa, explora, tira fotografia e depois devolve...


No próximo post venho deixar minhas observações a respeito do hotel que ficamos e algumas dicas sobre Porto Seguro.

Até!!!

Lívia.






Nenhum comentário: