quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Aniversariando

dias-da-semana-bolo-aniversario-facebook-ef49ed

Sempre adorei fazer aniversário! Continuo gostando e não tenho medo de envelhecer...

É verdade que já consigo sentir as diferenças que existem entre os 20 e os 30... antes as coisas eram mais fáceis...

Hoje tenho que tomar cuidado para não travar as costas após agachar para trocar o meu filho e se fico curvada para realizar algum trabalho, voltar as costas para a posição normal não é tarefa fácil e indolor...

Antes era mais fácil emagrecer, antes eu tinha mais disposição, antes o corpo e a pele eram mais viçosos e bonitos.

Hoje algumas pequenas linhas de expressão já começam a aparecer, a barriga não é mais a mesma depois da cesárea... O tempo judia do corpo!

No entanto, hoje eu não tenho mais os sentimentos intensos da adolescência, que vão da alegria ao choro com uma rapidez sem fim!

Hoje eu me conheço melhor e sei quais são os meus limites, meus medos e sei até onde posso chegar!

Hoje eu sei que não preciso provar nada a ninguém, então faço apenas o que me faz feliz e o que eu quero fazer!

Hoje eu sou mais madura e já não ligo para alguns problemas que antes eu achava que eram terríveis e hoje vejo como uma pedrinha no sapato!

Hoje tenho minha casa, meu marido e meu filho!

Hoje sei que as linhas de expressão e rugas são as marcas de tudo o que vivi. São as marcas dos meus momentos de choro e de gargalhadas... Sei também que a cicatriz e a barriga pós cesárea são a lembrança do nascimento do Henrique: meu bem maior! O que mais amo na vida!!!

Por isso, hoje é dia de comemorar! É dia de alegria!

É o fechamento de um ciclo e o começo de mais outro em minha vida!

Que venha mais um ano cheio de experiências novas, de aprendizados, de diversão, de família juntinha, de encontros entre amigos... que venha mas um ano cheio de coisas novas! Que venha com mais alegrias do que tristezas, mas que tenha um pouquinho de tristeza (só um pouquinho, hein destino!!!) para que eu sempre saiba valorizar as alegrias e os bons momentos!

... mas, acho que Charles Chaplin estava corretíssimo:

"A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso. 

Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?"

Lívia.

Nenhum comentário: