sexta-feira, 24 de abril de 2015

O presente é um presente

Com a maternidade aprendi que cada dia é um dia!

Nos dias de hoje, aprendemos a viver de um jeito alucinado... Não temos mais tempo para nada, funcionamos no automático... fazemos isso, aquilo, aquilo outro... e assim vai indo, o dia acaba, a gente dorme, acorda, e de repente o dia já acabou novamente... As noites também passam voando e quando toca o despertador temos vontade de jogá-lo longe só para dormirmos mais 5 minutinhos... O final de semana também passa voando e sempre fica com gosto de quero mais...

Por quê? Por quê temos que viver assim?



O Henrique nasceu outro dia e então eu descobri que já se passarm quase 5 anos... Ainda bem, que me dei conta do tempo antes, bem antes dos 5 anos do meu filho. Me dei conta da rapidez com que a vida passa logo no primeiro aninho dele. então parei, pensei, refleti e resolvi mudar. Mudei o modo como convivíamos, mudei o jeito de fazer as coisas... Ainda temos um dia ou outro que são extremamente corridos, mas a maioria deles, procuro viver de maneira bem mais tranquila...

Aprendi a respeitar o tempo do meu filho... Brincamos juntos, cozinhamos juntos, nos abraçamos e nos beijamos o dia todo!!! Assistimos televisão juntinhos... Lemos livrinhos de histórias, jogamos alguns joguinhos, jogamos bola, brincamos de bambolê, massinha, pintura, desenho, super-herói, pega-pega, esconde-esconde, vamos ao parquinho, soltamos bolinha de sabão... Além de tudo isso, temos momentos de conversa, almoçamos e jantamos juntos... Ele me conta sobre seu dia na escola: o que aprendeu, com quem brincou, o que comeu... e eu conto o que fiz em casa... Espero ele comer, no tempo dele, mesmo que seja demorado... Fico observando meu pequeno dormir, já ocupa quase a cama toda!!!

Ontem, esperei ele dormir e o coloquei em meu colo. Fiquei lendo meu livro com ele ali em meus braços... Enorme! Estou aproveitando enquanto ele ainda cabe no meu abraço! Sei que logo sou eu que vou caber no abraço dele e só posso esperar que ele ainda queira me abraçar!!! Ficou ali por quase uma hora... Senti seu cheirinho bom (ainda de bebê), seu cabelinho suado, sua respiração... Foi ótimo!!!

Com a maternidade aprendi que o passado já se foi, não podemos mudá-lo, mas podemos guardá-lo em nosso coração... Aprendi que o futuro é incerto, não sabemos como será o amanhã, não sabemos nem como será daqui a alguns minutos... Então, nos resta o hoje, um presente, uma dádiva! Podemos fazer do presente uma lembrança maravilhosa que recordaremos amanhã...

Aproveitem seu dia, sua rotina, seus filhos... Tudo passa tão rápido!!! Amanhã serão apenas lembranças e saudade!!!

Lívia.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

A simplicidade da infância...

A infância é algo tão simples, tão natural... Nós adultos é que costumamos complicar...

Se observarmos, desde que são bebês, crianças amam papéis e caixas...
Podemos dar brinquedos caros e cheio de badulaques e luzes... mas crianças amam brincar com os embrulhos, com as caixas dos brinquedos, com rolo de papel higiênico ou papel toalha!
É simples: com essas coisas, eles imaginam e brincam do que bem entendem: podem entrar numa caixa e fingir que estão num carro, avião, caminhão, navio pirata... Se a caixa estiver em pé pode virar casinha, castelo ou se transformar simplesmente numa deliciosa brincadeira de esconde-esconde...
Papéis podem ser dobrados, amassados, rasgados, picados, são coloridos, fazem barulho... É muito divertido!
Rolo de papel pode ser microfone, telescópio, antena, pode ser tanta coisa...
Além disso temos outras coisas simples que podem entreter as crianças por muito tempo: barquinho de papel, aviãozinho, chapéu de soldado, cola, revistas, tesoura (na idade certa, claro!), massinha, retalhos de tecido...
Que delícia brincar com essas coisas!!!
Também tem elementos da natureza que podem divertir muito: pedrinhas, um graveto, pedacinhos de madeira, folhas secas...
Tudo vira brincadeira!!!

Com o Henrique sempre foi assim... Ele pode passar mais de uma hora brincando de massinha, adora recortar, inventa outras funções para os seus brinquedos... Outro dia ficou por muito tempo brincando com tiras de papel crepom...

É assim, bastam algumas coisas simples e TEMPO... As crianças se divertem!!!

... e como é na casa de vocês?

Lívia.