quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Eu, o pai...


Essa é uma reblogagem. O Rafa escreveu esse texto em fevereiro de 2011. Acho que por estarmos próximos ao Dia dos Pais, esse lindo post deveria ser lido novamente!

Antes, aproveito para dizer que "Ser pai é mais do que somente cumprir um papel dentro da família e da sociedade. Ser pai é acima de tudo ser o amigo de todas as horas... é estar sempre próximo, acessível, buscando sempre estar presente na vida do filho. Ser pai é uma missão divina, que coloca o ser humano próximo de seu criador, pois assim como o Ser Supremo que nos guia, o pai deve ser o farol dentro da vida de seus filhos, encaminhando-os no difícil trilhar dessa existência. Ah... O tempo passa, os primeiros passinhos transformam-se em largas passadas e o garoto que um dia era um pirralho hoje lhe ultrapassa a altura. Sim, a missão é pesada e difícil, mas a recompensa virá no êxito do filho amado, no despertar e ver o homem que você criou." (Ailton Carlos)

Agora sim, o texto do Rafa:

Pais, Mães, Leitores,…



Minha esposa me pediu que escrevesse esse post em comemoração ao dia em que as donas dos blogs resolveram ceder espaço a outros personagens, bem menos importantes (discordo do meu marido), mas ainda assim necessários para a família, os pais.   
A primeira vez em que realmente percebi que queria ser pai foi justamente no dia em que recebi a notícia que não tinha sido daquela vez. Um descuido meu e da Lívia nos fez suspeitar que viraríamos pais antes do planejado.
Muito embora já fôssemos casados, a chance de uma gravidez acontecer naquele momento me deixou bem preocupado. Na minha cabeça, éramos muito novos e não estávamos preparados para cuidar de uma outra pessoinha. Fui trabalhar com o coração na mão, esperando ela me ligar para contar o resultado do exame.
Naquela manhã, nada deu certo. Minha cabeça simplesmente não estava ali. Passava o tempo todo pensando em como faríamos para cuidar, alimentar, vestir…
Mas em determinado momento, minha cabeça começou a imaginar uma coisa um pouco diferente…
Comecei a me ver com nosso filho no colo, acalentando, cuidando, acolhendo. E foi nesse momento que minha preocupação deu lugar a uma vontade indescritível de que fosse verdade. A partir daquela hora, fiquei imaginando toda a vida do meu filho, tudo aquilo que eu podia ensinar, tudo aquilo que eu podia mostrar e todos o momentos que eu poderia participar.


A mudança foi tão brusca que no fim da tarde tinha a certeza absoluta que a Lívia estava mesmo grávida.  
Quando recebi o telefonema, senti como um soco no estômago: não tinha sido dessa vez…
Tamanha foi a mudança que o alívio que eu deveria ter sentido deu lugar a uma angústia, uma decepção sem tamanho. Não pude segurar uma lágrima solitária que escorreu pelo meu rosto, e que parece que seguiu pela linha do telefone, já que ela percebeu na hora a minha frustração.
Apesar de os dois estarmos tristes pela “tentativa” fracassada, sabíamos que a partir daquele momento um filho seria nossa prioridade. Prioridade que veio ao mundo tempos depois, e que nesta semana faz 9 meses.
Por isso eu digo a vocês: nunca perguntem à sua cabeça se vocês devem ter um filho, perguntem ao seu coração. 


Nao importa se seu filho estudará nos melhores colégios, se terá apenas do bom e do melhor. O que realmente importa é que ele tenha amor do pai e da mãe. Tanto amor que seja suficiente para ele distribuir por aí, pois o que mais falta no mundo, o produto que realmente é o mais escasso, é o amor pelo próximo, pois só por meio dele é que temos alguma chance de criar uma sociedade assim como aquela desejada pelo Criador (qualquer que seja a sua crença).



Um abraço a todos e bom dia 28.

Rafael

Desejo um Feliz Dia dos Pais a todos, mas, um beijo e um abraço especial nesse dia ao meu marido, um grande e exemplar pai, cheio de carinho, atenção, preocupação ( TE AMO, TE AMO, TE AMO!!!)... ao meu pai, outro grande pai e um homem íntegro a quem tenho muito a agradecer e que é um vovô igualmente especial e carinhoso... e ao meu sogro, que é para mim um segundo pai, me trata como seu xodozinho e é um paizão nota 10, além de também ser um vovô extremamente atencioso!!!

Beijos!!!

Lívia.

4 comentários:

Flávia Brito disse...

Que liiiiindo este textoO. Feliz dia dos pais para o paizão deste blog.

Beijos!!

Raquel disse...

Que linda homenagem... que lindo texto... que lindo esse sentimento de pai. Me emocionei, chorei! Com certeza o que faz de um homem um bom pai não são os brinquedos caros que o dinheiro pode comprar, mas os momentos de carinho, amor e cumplicidade. bjo e feliz dia dos pais.
Raquel
www.eudonadecasa.com.br

Raquel disse...

Lívia, deixei uma tag no blog para vc responder. Se quiser participar fique a vontade. bjo
Raquel
www.eudonadecasa.com.br

Diário da mãe e da filha disse...

Lívia que saudade de passar por aqui. Que lindo texto, amei!!
Vou aproveitar e ler os posts antigos, viu?
Beijos