quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Notícia de uma FAMÍLIA NOVA!!!

Depois de tanto tempo sem aparecer , volto com boas notícias!!!

1) Estamos todos bem!!!



2) Lutando e batalhando por uma vida mais saudável e por quilos a menos!!!
    Meu marido já emagreceu 12 quilos e eu 5 quilos... Reeducação alimentar e muita malhação!!!



3) Preparando tudo para as festas!!!



4) Reorganizando nossas vidas com novas atividades e nova rotina!!!



5) Querendo demais voltar a blogar e visitar a todos!!!


6) Sem esquecer que podemos tudo!!!





Espero voltar mais brevemente da próxima vez!!!

Beijos a todos!!!

Lívia.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

O que teve no final de semana do Dia das Crianças???

Teve muita alegria e diversão!!!


Teve Grupo Triii!!!


Teve Palavra Cantada!!!


Teve piscina!!!


Teve futebol!!!


...

Lívia.


quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Como fazer de nossos filhos crianças Felizes?

Estava meio sem inspiração para escrever até que me deparei com essa frase:

"A melhor maneira de tornar as crianças boas, é torná-las felizes." (Oscar Wilde)

Então, fiquei refletindo... e cheguei a conclusão de que ela é extremamente verdadeira!
Aproveitei para pensar no meu papel de mãe e incluí todas as mães e pais em meus pensamentos...

Como fazer de nossos filhos crianças felizes?

Amor, carinho e tempo são essenciais, porém, acredito que são uma obrigação!
Coisas materiais? Legal! Nada como dar festa, presentes, brinquedos... mas, não é isso que faz uma criança feliz!
Doces? Delicioso, porém nada bom para os dentes, para a saúde... sem radicalismo, de vez em quando faz bem!!!
O que faz uma criança feliz de verdade é atenção e paciência! Atenção para educar, para saber falar não e repreender quando necessário, mas com paciência e com jeito. Atenção e paciência para sentar com a criança, deixá-la brincar e explorar novos mundos, seja num enorme quintal, num parque ou num pequeno apartamento. Atenção e paciência para lidar com as limitações de cada criança! Atenção e paciência para saber mostrar para essa criança todo o seu amor! Atenção e paciência para fazer programas de criança, atenção e paciência para respeitar os horários da criança! Atenção e paciência para saber lidar com as suas próprias frustrações sem descontar em seus filhos! Atenção e paciência para perceber as necessidades e desejos de seus filhos! Atenção e paciência para não esbravejar demais por coisas pequenas! Atenção e paciência para não criar falsas expectativas em cima de seus filhos! Atenção e paciência para ensinar a criança a não mexer no que não pode, mas diferenciar teimosia e desobediência de acidentes, afinal, acidentes acontecem...
Paciência! A melhor coisa no mundo para uma criança são pais pacientes! Isso não quer dizer permissivo, sem autoridade... quer dizer apenas PACIENTE!!!

No Dia das Crianças e em todos os outros dias do ano, o melhor presente que você pode dar ao seus filho é amor, carinho, tempo, atenção e paciência, muita paciência!!!
Como diz o "Palavra Cantada", "criança não trabalha, criança dá trabalho"!
Tempos de criança são os melhores... sem responsabilidades, com muita brincadeira e diversão!!! (pelo menos deveria ser assim...).

Vamos proporcionar isso para nossas crianças? Que tenham uma infância feliz e inesquecível, uma infância em que elas possam ser elas mesmas, sem medos, sem desesperos e com boas lembranças...

Beijos e um Feliz Dia das Crianças a todos!!!

Lívia.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Dando Notícias...

Que saudades desse cantinho, que saudades de visitar os blogs amigos, que saudades, que saudades, que saudades...

Muitas coisas aconteceram: agosto acabou e na primeira semana de setembro vendi o meu apartamento. Foi muito rápido! Numa quinta-feira o comprador veio ver o AP, na quinta a tarde a imobiliária me ligou dizendo que ele mandaria a proposta, na sexta-feira comprou e na semana seguinte o apartamento já estava vendido. Tivemos um mês para deixar o apartamento!
Meu novo apartamento não ficou pronto, tive que me desfazer dos meus móveis, encaixotar minhas coisas e mandar um pouco para a casa da minha mãe, um pouco para a casa de outros parentes e estou na casa da minha sogra. Não se choquem! Me dou muito bem com ela que é uma segunda mãe para mim e estamos todos vivendo bem e com tranquilidade!
No entanto, a correria foi grande, fiquei um tempo sem internet e que bom: estou de volta!!! Talvez não tão assiduamente como antes, mas estou de volta!

... e para mostrar que tudo voltou ao normal, levamos o Henrique no lançamento do livro "Pão, pão, pão" do Grupo Triii no último domingo. Foi ótimo!!! Adoramos o livro, que eu super indico!!! Adoramos o pocket show e mais do que isso, adoramos a oficina de colheres promovida pelo Estevão Marques (super músico e profissional!!!!). Quem não conhece, procure pela net, que tenho certeza que irão adorar!!!

Aí vai umas fotinhos para vocês conferirem!!!



Beijos a todas!!!
Aos pouquinhos vou visitando todas vocês!!!

Lívia.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Nossas Férias - parte 3

... e vamos continuar a falar sobre nossas férias!!!

Fomos: o papai, o Henrique e a mamãe ao Zooparque de Itatiba... Foi muito legal! Todo ano a gente dá um jeitinho de ir lá! Foi ótimo, divertido e o Henrique adorou ver os aimais!!!







Também fizemos piquenique no parque com amigos!!!




Fomos ao parquinho: com as avós, com as titias e com o papai e mamãe...






Depois volto para continuar... afinal, as férias foram cheias de diversão!!!

Lívia.





quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Eu, o pai...


Essa é uma reblogagem. O Rafa escreveu esse texto em fevereiro de 2011. Acho que por estarmos próximos ao Dia dos Pais, esse lindo post deveria ser lido novamente!

Antes, aproveito para dizer que "Ser pai é mais do que somente cumprir um papel dentro da família e da sociedade. Ser pai é acima de tudo ser o amigo de todas as horas... é estar sempre próximo, acessível, buscando sempre estar presente na vida do filho. Ser pai é uma missão divina, que coloca o ser humano próximo de seu criador, pois assim como o Ser Supremo que nos guia, o pai deve ser o farol dentro da vida de seus filhos, encaminhando-os no difícil trilhar dessa existência. Ah... O tempo passa, os primeiros passinhos transformam-se em largas passadas e o garoto que um dia era um pirralho hoje lhe ultrapassa a altura. Sim, a missão é pesada e difícil, mas a recompensa virá no êxito do filho amado, no despertar e ver o homem que você criou." (Ailton Carlos)

Agora sim, o texto do Rafa:

Pais, Mães, Leitores,…



Minha esposa me pediu que escrevesse esse post em comemoração ao dia em que as donas dos blogs resolveram ceder espaço a outros personagens, bem menos importantes (discordo do meu marido), mas ainda assim necessários para a família, os pais.   
A primeira vez em que realmente percebi que queria ser pai foi justamente no dia em que recebi a notícia que não tinha sido daquela vez. Um descuido meu e da Lívia nos fez suspeitar que viraríamos pais antes do planejado.
Muito embora já fôssemos casados, a chance de uma gravidez acontecer naquele momento me deixou bem preocupado. Na minha cabeça, éramos muito novos e não estávamos preparados para cuidar de uma outra pessoinha. Fui trabalhar com o coração na mão, esperando ela me ligar para contar o resultado do exame.
Naquela manhã, nada deu certo. Minha cabeça simplesmente não estava ali. Passava o tempo todo pensando em como faríamos para cuidar, alimentar, vestir…
Mas em determinado momento, minha cabeça começou a imaginar uma coisa um pouco diferente…
Comecei a me ver com nosso filho no colo, acalentando, cuidando, acolhendo. E foi nesse momento que minha preocupação deu lugar a uma vontade indescritível de que fosse verdade. A partir daquela hora, fiquei imaginando toda a vida do meu filho, tudo aquilo que eu podia ensinar, tudo aquilo que eu podia mostrar e todos o momentos que eu poderia participar.


A mudança foi tão brusca que no fim da tarde tinha a certeza absoluta que a Lívia estava mesmo grávida.  
Quando recebi o telefonema, senti como um soco no estômago: não tinha sido dessa vez…
Tamanha foi a mudança que o alívio que eu deveria ter sentido deu lugar a uma angústia, uma decepção sem tamanho. Não pude segurar uma lágrima solitária que escorreu pelo meu rosto, e que parece que seguiu pela linha do telefone, já que ela percebeu na hora a minha frustração.
Apesar de os dois estarmos tristes pela “tentativa” fracassada, sabíamos que a partir daquele momento um filho seria nossa prioridade. Prioridade que veio ao mundo tempos depois, e que nesta semana faz 9 meses.
Por isso eu digo a vocês: nunca perguntem à sua cabeça se vocês devem ter um filho, perguntem ao seu coração. 


Nao importa se seu filho estudará nos melhores colégios, se terá apenas do bom e do melhor. O que realmente importa é que ele tenha amor do pai e da mãe. Tanto amor que seja suficiente para ele distribuir por aí, pois o que mais falta no mundo, o produto que realmente é o mais escasso, é o amor pelo próximo, pois só por meio dele é que temos alguma chance de criar uma sociedade assim como aquela desejada pelo Criador (qualquer que seja a sua crença).



Um abraço a todos e bom dia 28.

Rafael

Desejo um Feliz Dia dos Pais a todos, mas, um beijo e um abraço especial nesse dia ao meu marido, um grande e exemplar pai, cheio de carinho, atenção, preocupação ( TE AMO, TE AMO, TE AMO!!!)... ao meu pai, outro grande pai e um homem íntegro a quem tenho muito a agradecer e que é um vovô igualmente especial e carinhoso... e ao meu sogro, que é para mim um segundo pai, me trata como seu xodozinho e é um paizão nota 10, além de também ser um vovô extremamente atencioso!!!

Beijos!!!

Lívia.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Sobre nossas férias - parte 2!

Que pena! Postei sobre o Museu do Ipiranga (que fomos e amamos) e agora ele fechou por tempo indeterminado para reformas... Tomara que ele volte a funcionar logo!!!

Continuando sobre nossas férias:

Fomos à Pinacoteca de São Paulo:

Lá, tem um balcão (Educativo). Paramos lá para saber como funcionava e nos surpreendemos!
A Pinacoteca quer que a criança participe das exposições e que comecem a ter um olhar diferenciado para a Arte! Por isso, lá no Balcão Educativo, entregaram para o Henrique uma credencial de detetive e uma bolsa que continha: lupa, binóculos, caderno de anotações, lápis e um caderno com as pistas a serem seguidas. O objetivo era encontrar os detalhes que as pistas indicavam nas telas que estavam na exposição permanente. O Henrique se sentiu muito estimulado a observar com atenção as obras de arte e se sentiu super importante!
Passamos horas observando quadros! Ao final do passeio, devolvemos tudo no mesmo balcão. O Henrique ficou com o caderno de anotações e com o lápis como recordação! Demais!!! Vale muito a pena fazer um passeio como esse!







Em outro dia, fomos ao cinema. Foi a primeira vez do Henrique! Ficou quietinho o filme todo, prestou muita atenção e adorou!!! Fomos assistir ao "Meu Malvado Favorito 2". Depois fomos brincar num espaço do filme... muita diversão e alegria!!!




Ah, o Henrique também praticou arvorismo durante as férias! Vejam as fotos!!! Adorou!!!





Fofo demais, não é?!

Ainda tem muito mais... Volto a postar mais sobre nossas férias num outro dia ok?!


Lívia.


terça-feira, 30 de julho de 2013

Sobre nossas férias!

Aproveitamos para fazer muita coisa gostosa, muita coisa para o Henrique se divertir em suas primeiras férias escolares!

Foi assim:

Henrique fez aulas de culinária muito especiais no Areté. Um lugar charmosérrimo, pedagógico, um espaço de brincar, com uma preocupação enorme pela criança...
Na primeira aula fez bolachinhas de aveia, na segunda fez hamburguer e na terceira fez queijadinha... Hum!!! Adorou participar das aulas e se divertiu muito... Após as aulas tinha contação de história e brincadeiras: faz-de-conta, bola, bambolê, fantasias, cama-elástica, pintura, desenho, entre outros... Super recomendo!!!






A pedidos do Henrique fomos ao Museu do Ipiranga. Sempre gostei de passeios culturais e o Henrique frequenta teatros, exposições... desde que tinha meses!!!
Acredito que assim a criança vai se acostumando com esses ambientes, cria gosto por esse tipo de atividade e chega a pedir para ir, como foi o caso do Henrique. É claro, que a paciência de uma criança para um passeio assim, não é a mesma de um adulto, então, temos que ir preparados para olhar tudo um pouco mais rapidinho ou até mesmo para não ver tudo o que queremos e volto a lembrar: a criança só aprenderá a frequentar e a se comportar nu lugar desse se ela for levada a um lugar desse!

O passeio foi ótimo. Vimos todas as salas! Algumas passamos mais rapidinho outras chamaram mais a atenção dele e pudemos olhar com mais calma.

Qual foi o lugar favorito do Henrique? O jardim! Isso mesmo, um lugar lindo, encantador, com águas que dançam e que hipnotizaram o Henrique por um bom tempo. Pena que estava muito frio!!!





Fizemos muitas outras coisas que vou colocando aos poucos para que o post não fique tão longo e cansativo!

Lívia.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Dia dos Avós - Data mais do que especial!!!

Eis que hoje é dia 26/07 - Dia dos Avós!



Existem palavras suficientes para homenagear pessoas tão importantes em nossas vidas? Não sei, ou melhor, acredito que não. Vou tentar com aquelas que conheço... O post ficará longo, longo, longo, mas preciso fazer essas homenagens...

Tive a sorte de conhecer 3 dos meus avós! Pessoas incríveis, sábias e bondosas... Irei falar de cada um deles...

* Minha avó Marlene será a primeira pois ela continua aqui com a gente, graças a Deus!
Uma mulher de garra: mãe de 4 filhos, avó de 8 netos e bisavó de um bisneto. Me lembro de quando ainda era criança e implorava para dormir na casa dela que sempre me presenteava com sua deliciosa e doce companhia, com deliciosas comidinhas de casa de vó (couve flor à milanesa, bolinho de chuva e o delicioso bolo de nada). Ela me perguntava que bolo queria que fizesse para mim e minha resposta era: Bolo de nada! O bolo de nada é aquele simples, de trigo, ovos, fermento e sem um sabor específico. Amava!!! E ela, claro, fazia com todo carinho! Faz uns biscoitinhos e crústoles deliciosos!!! Ah, tentou me ensinar a fazer polenta, não sei não, vó... Ainda não saiu como a sua!!!
Foi ela quem passou algumas tardes comigo tentando me ensinar tricô e foi ao lado dela que fiz meu primeiro cachecol! Ah! Adoro beijar o pescoço dela e encher ela de cócegas!!! Ela adora um baralho e com ela aprendi a jogar rouba monte, 21, tranca...
Com ela aprendi muitas coisas... e por isso peço a Deus que a conserve saudável e feliz com agente por muito, muito tempo ainda!!! Vó, amo muito você!!!

* Meu vó Rubens, marido da vó Marlene, infelizmente já se foi. Um homem de bondade extrema. Acolhia pessoas que nem conhecia em sua casa. Não gostava de ver pessoas com fome, com frio e ajudava como podia! Passou por muitas dificuldades na infância e adolescência e penou muito para conseguir tudo o que conseguiu. Construiu ao lado de minha vó uma família unida, estruturada e feliz!
Um cozinheiro de mão cheia: que saudades tenho de alguns quitutes seus, vô! Tem coisas que nunca mais tiveram o mesmo sabor... seus salgadinhos de milho, seus sonhos... e bastava eu falar que estava com vontade de alguma coisa, que lá estava ele a cozinhar para mim!!! Me chamava de "pititinha" e era muito amoroso. Como sinto saudades!!! Vô, aonde quer que o senhor esteja, saiba que jamais te esquecerei e que sinto muito pelo Henrique não ter podido te conhecer... Olhe por mim, vô!!! Também te amo muito!!!

* Meu vô Isidoro. Pai de meu pai. Convivi com ele até os meus 8 anos. Divertido, adorava nadar, tirar uma sesta após o almoço e chupar laranjas do pomar. Um homem trabalhador e fisicamente parecido com Jorge Amado... Saudades de você também, vô!

* Minha vó Isolina. Morreu quando meu pai ainda era criança. Não tive oportunidade de conhecê-la, mas todos dizem que sou a cara dela. Tenho certeza de que sempre olhou por seus filhos, netos...

Não posso deixar de falar aqui dos avós do meu marido. Comecei a namorar muito cedo, com apenas 14 anos. Tenho os avós de meu marido como meus avós também...

* Vô Bala, como diz o nome, muito doce. Não é brasileiro e veio pra cá fugido da guerra após lutar com menos de 18 anos. Um homem que apesar das marcas de tristeza que viveu na sua juventude, tem amor para dar e vender para todos que o cercam! Adora bebezinhos e sempre gostou de encher os netos de doces. É um homem forte, saúde de ferro e que trabalha fora todos os dias até hoje (acreditem ou não, aos quase 90 anos). Me acolheu em sua família com muito carinho e me trata como uma neta legítima! Tenha a certeza de que também tenho muito amor e carinho por você, como se fosse meu avô de sangue!

* Vó Lourdes, sua esposa, apaixonada por flores e plantas. Sempre teve mãos de fada para cuidar de todas as plantas que tinha num enorme jardim. Hoje, é claro, precisa de ajuda para isso, mas mesmo assim, continua a olhar a natureza com olhos apaixonados e cheios de vida e brilho. Batalhadora também, é uma mulher muito forte e lutadora e que também me acolheu em sua família como neta legítima! Ah, sei também que tinha mãos maravilhosas para artesanato e como ela mesma diz, adorava bailes e folia... Não deixe de se divertir só porque está em casa agora, vó. Dá para fazer folia em casa também!!! Também te considero a minha avó e tenho muito amor e carinho por você!

Falarei agora dos outros avós do Rafa, que infelizmente já se foram, mas por quem tenho um carinho e amor muito especial e que participaram da minha vida tanto quanto os outros:

* Vô Paulo, o que nos deixou há menos tempo e o bisavô que teve um contato mais direto com o Henrique por ter morado com a minha sogra por um pequeno período. Um bisavó cheio de amor para dar. Brincava com o Henrique com uma alegria ímpar! O Henrique fala dele até hoje... Um homem carinhoso, quieto, que adorava escutar músicas clássicas, fazer trabalhos manuais e ficar sentado na companhia da família escutando as longas conversas que aconteciam na hora do café da tarde. Apesar de ser mais quieto, era também muito brincalhão e também me tinha como uma neta! ... e eu, é claro, o tinha como meu avô!

* Vó Conceição... Meiga e sempre perfumada. Também cozinhava muito bem! Ria à beça das minhas piadas! Me ensinou a fazer um macarrão maravilhoso e também me ensinou a fazer nhoque. Fez questão de vir de outra cidade para conhecer o Henrique quando ele tinha apenas 11 dias! Sempre foi muito amorosa e era delicioso ouvir suas histórias. Ela era engraçada quando falava e divertia toda a família. Fazia um bolo de nozes delicioso para mim! Às vezes mandava bolinhas de queijo, empadinhas, esfihas e croquete para a minha casa. Estava sempre pensando na gente e quando chegava o nosso aniversário era a primeira a ligar. Ligava cedinho para nos parabenizar! Saudades, vó...


É claro, que não posso deixar de falar dos avós do Henrique. Meus pais e os pais do Rafa...

Não falarei como meus pais ou meus sogros, mas como avó do Henrique.

Hoje em dia os avós têm um papel diferente do que tinham os nossos avós. Os avós de hoje são jovens de mente e espírito, estão ligados no mundo moderno. Entendem de internet, celular, trabalham, saem, se divertem... Isso é ótimo!

* Minha mãe, uma avó que mesmo quando está longe, está pensando no Henrique. Faz as bolachinhas que ele tanto gosta e adora dar presentes fora de hora. Fala com a boca cheia do netinho, se orgulha e conta para todos de suas peripécias! Adora falar com ele no telefone e brinca com ele com os nomes dos amiguinhos da escola...

* Meu pai, um avô daqueles que gosta de sentar no chão e brincar junto. Vira criança junto com o Henrique, se diverte. Finalmente tem um menininho para dividir suas bricadeiras e entrar no mundo mágico dos dragões e super-heróis! Adora bandas de rock e vídeo-game... Tenho certeza de que logo introduzirá o Henrique "nessa vibe"! Rock, o Henrique já adora!!!

* A Rita, mãe do Rafa, que tem aquele jeito mãezona mesmo... Está sempre atenta e se o Henrique piscar diferente ela já sabe que tem alguma coisa errada. Adora tricotar blusas para o neto! Também é muito carinhosa. Gosta de estar sempre presente e aproveitar cada minuto com o Henrique como se fosse o último!

* O Jorge, pai do Rafa, que também é daqueles que gosta de ir para o chão para brincar com o Henrique e sempre é advertido... Sabem por quê? Porque sempre dá um mal jeito nas costas e fica travado a semana toda! Dedicado, gosta de jogar bola com o Henrique no gramado, soltar bolas de sabão e nadar!!!

Então, a todos vocês que são ou foram muito importantes em nossas vidas, que sempre tiveram algo a nos ensinar, que tornaram a nossa vida mais interessante, que tornaram alguns momentos tão especiais (e por isso estarão sempre guardados em nossas lembranças!), deixamos o nosso muito obrigado!

Obrigado em meu nome, em nome do Henrique e em nome do Rafa...

Feliz Dia dos Avós!!! Beijos e muita, muita saúde para que vivam ao nosso lado por muito tempo ainda... Amamos todos vocês!!!

Lívia, Henrique e Rafa...

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Henrique, nosso maior companheiro!

Li um texto hoje que me fez refletir muito sobre as relações familiares e mais especificamente sobre como as pessoas tentam se livrar de seus filhos nos dias de hoje. Não são todas as pessoas, mas tenho que dizer, a maioria delas!

Para mim e para o meu marido, o Henrique sempre foi a prioridade! É assim até hoje e assim será para sempre!

(imagem tirada da internet)


Quando ouvi a palavra "FÉRIAS", fiquei muito feliz!!! Sem exageros, já estava com saudades do Henrique juntinho de mim todos os dias! Programei muitas coisas para fezermos juntos. Leiam bem: juntos!!!

Passeamos no shopping juntos, Fomos ao cinema juntos, brincamos juntos, ele frequentou aulas de culinária comigo junto! Fomos juntos ao parquinho, fizemos piquenique juntos e dedicamos a maior parte de nossos finais de semana de julho para fazermos coisas interessantes para o Henrique. Fomos ao Museu do Ipiranga (meu marido, o Henrique e eu) a pedidos do nosso pequeno! Fomos à Pinacoteca juntos. Também fomos juntos ao Zooparque de Itatiba!

Costumamos fazer isso mesmo quando o Henrique não está de férias: saímos para almoçar ou jantar juntos (todos sentados à mesa e conversando)! Procuramos fazer atividades do interesse do Henrique.
Brincamos juntos de carrinhos, bola, super-herói, massinha... Desenhamos juntos...

Mesmo quando o levamos aos "plays" dos shoppings, ficamos juntos. Quando é permitido entramos e brincamos com ele. Quando não é permitido, ficamos do lado de fora, conversando e dizendo palavras de incentivo a ele. Nunca o deixamos em algum lugar para brincar ou se distrair e fomos embora para nos livrarmos dele ou da agitação dele!

É claro, que todo casal precisa de um tempo à sós... Eu e meu marido as vezes vamos jantar fora sem o Henrique (isso acontece uma vez a cada 4 meses mais ou menos)... isso não acontece porque queremos nos livrar dele. Fazemos isso de vez em quando apenas para conversarmos mais a fundo... para não perdermos o romantismo... Nesses dias ele dorme na casa de uma das vovós e faz um acampamento!
Por isso, não julgo os casais ou pais que deixam as crianças às vezes para fazerem um programa a dois! Estou me referindo a pais que trabalham o dia todo durante a semana, que mal fazem uma refeição com seus filhos, que os deixam ou em escolas em tempo integral ou com babá o dia todo e que não satisfeitos, arranjam programas para os seus filhos aos finais de semana com a finalidade de descansarem dos mesmos... Programas como: salões de beleza infantis, plays, buffets e aulas de mil e uma coisas!

O Henrique é uma grande companhia, a maior, a melhor!!!

Cada dia mais nos convencemos de que estar com ele é a nossa prioridade e a nossa maior alegria!



Obs: O texto ao qual me referi é este aqui: 
http://umhistoriador.wordpress.com/2013/07/14/vivemos-em-uma-sociedade-doente-que-odeia-conviver-com-suas-criancas/#comment-970


Lívia.


quinta-feira, 18 de julho de 2013

Férias a todo o vapor!!!

Por aqui estamos aproveitando muito as nossas férias!!!

Confiram pelas fotos:

Henrique fazendo aula de culinária: biscoitos de aveia



Brincando de aranha!!!



Desenhando entre amigos!!!


No parquinho!!!



Visitando o amigo!!!



No Museu do Ipiranga!!!



Observando a fonte no jardim do museu!



Pinacoteca.


Detetive na Pinacoteca!



Jogando bola!



Na aula de culinária: hambúrguer! Hummm!!!



No escurinho do cinema!!!



Praticando arvorismo!!!




Brincando no shopping!



Na casa da amiga!!!



No zoológico de Itatiba! Oba!!!







Piquenique no Parque com amigos!!!






... e tem muito mais para ser mostrado e contado por aqui!!!


Lívia.