terça-feira, 21 de agosto de 2012

Amor de mãe!

Não fui uma filha rebelde, não fui desrespeitosa com meus pais, mas fui FILHA!
Hoje entendo que muitas vezes nos magoamos com nossos pais e muitas vezes os magoamos, mas amor de pai e mãe e de filho para os pais é único. Passada a "briga", tudo volta ao normal e as mágoas são esquecidas!!! Magoei sim meus pais algumas vezes e quando isso acontecia, me diziam: "O dia em que você for mãe entenderá porque seus pais fazem isso!"... É a mais pura verdade!

Quando nos tornamos mães, entendemos e compreendemos muito os nossos pais, resolvemos problemas interiores e finalmente tomamos consciência do tamanho que tem o amor de uma mãe. Quase não cabe no peito, é tanto amor que até dói!!!

Pois é filho, por isso digo que te amo! Te amo de um jeito que nunca achei que seria possível!!!
É um amor que exala até pelos meus poros...
É um amor que se mistura ao orgulho e alegria de cada conquista sua: sorrir, gargalhar, rolar, sentar, engatinhar, andar, correr, pular, desenhar, falar e crescer... Hoje você já é um menininho apesar de seus poucos 2 anos...
É um amor que se mistura ao medo: medo de você se tornar independente de mim, de te deixar na escola, te ver cada vez mais desgrudado de mim, te ver se tornar um adolescente, um homem e sair de casa...

É cedo para eu pensar assim? Para eu sentir esses medos? Pode ser que sim... mas é o que sinto...

Quero você aqui, pequenino em meus braços, adormecendo em meu colo, cruzando seus pequenos e gordinhos bracinhos em volta de meu pescoço, quero suas mãozinhas fofas enxugando as minhas lágrimas enquanto escrevo essas palavras e dizendo: "mamãe, não chora! Eu te amo!"... Quero você brincando comigo, não quero que perca esse sorriso e essa alegria que só os bebês têm!!!

Mas filho, independente do seu tamanho, da sua idade, sempre serei sua mãe e sempre vou querer seu abraço, seus carinhos... Sempre estarei aqui para confortá-lo e para ajudá-lo quando de mim precisar... Você será sempre o meu amor, a minha vida, o meu bebê, o meu menino!!!
Meu amor por você só crescerá, assim como você!!!



Te amo, te amo, te amo!!!

Cresça meu filho e seja muito FELIZ!!!

Mamãe.

10 comentários:

Paola disse...

Florzinha, muito lindo esse texto !
Realmente, amor de mãe é algo indescritivel...
Beijos, e uma ótima semana !

Renata disse...

que LINDO Lívia! =)
esse amor é realmente divino e sem tamnho.... beijãoo

Juliana Reis disse...

Li, que lindo esse texto. Saiu da alma...
Também me sinto exatamente assim, curtindo o momento e pensando no futuro.
Adorei a foto!
Beijos,
Ju

Minha Filha Minha Vida disse...

bem assim ... amor que não se mede, que não se repete .... este final de semana a Isabela tb enchugou as minhas lagrimas e eu me sinto completa quando a tenho em meus braços masss meu passarinho esta crescendo e jaja vai querr bater as asas e confesso que não vai ser nada facil ....

beijos

Paula Martinelli, a Mãe da Catarina. disse...

Que lindo, Li!!!! Nossa, emocionante.
Dizem que só aprendemos a ser filhos quando nos tornamos pais... é a pura verdade.
Antes de ser mãe, eu não fazia idéia do tamanho desse amor... não dá para explicar.
Bjos e parabéns pelo post.
minhamaternidade.blogspot.com

Ivna Pinna disse...

Que lindooo! Emocionante mesmo. Aquela sensação que vai ser pitiquinho pra sempre... aiai!

beijos

Cristiane disse...

Costumo dizer que sentir o que ser pais é ser. agente com certeza um dia fomos filhos... Cris

Diário da mãe e da filha disse...

É bem assim como você disse!!
Livia que lindo esse texto!! Adorei.

Me emocionou de verdade, até porque estou com uma filha adolescente que como você era não me desrespeita, mas confesso que já brigamos.
E quando ela for mãe ela vai entender...

Beijos

Ich, Hausfrau disse...

Pois é amiga... eles poderiam crescer bem devagarinho para que a gente pudesse aproveitar ainda mais cada momento com eles. Mas a vida é assim... bjo

Dadinha disse...

Li não há amor como o de mãe...é infinito e incondicional. a maternidade dá-nos imortalidade.
Bj