sexta-feira, 22 de junho de 2012

E a educação, como está?

Hoje abro o meu coração como mãe e como educadora...
Sinceramente quero acreditar (mas já não sei se é possível!) que a maioria dos meus colegas professores não é como muitos que tenho visto atualmente e que estão me deixando desacreditada de um mundo melhor e de pessoas melhores...

Visitando muitas escolas, tenho visto alunos desinteressados, mal educados, desrespeitosos... Num grau que eu não poderia imaginar que fosse possível! Sei que o meio influencia e que a maioria desses alunos vêm de famílias muito carentes... Carentes financeiramente, carentes de educação, carentes de carinho e amor e carentes de um futuro melhor. Percebo que as crianças já chegam na sala de aula sentindo-se, como elas mesmas dizem: "bagunceiras", "burras" e outras coisas mais.
Se elas já têm esse paradigma preso em suas cabeças, se acreditam que são assim, como poderão fazer diferente?
O pior é que vejo muitos professores que não têm consciência do seu valor e da sua importância no processo educacional! E não adianta dizer que é porque têm salários baixos! Acho que os professores precisam ser mais valorizados e precisam ganhar mais sim, mas não acho que essa seja a resolução do problema que vivemos hoje...
Vejo muitos professores que dizem assim: "Eu sou concursado, não posso ser mandado embora, então não tentarei mudar nada!". Simplesmente comparecem na sala de aula para bater ponto, aturam seus alunos e pronto! Abonam sem motivo, não têm interesse em nada!!! Ganhar mais não mudará ESSES professores! As cabeças deles é que precisam mudar!
Que caos é esse que estamos vivendo? O que é isso? Eu não posso aceitar uma coisa dessas!
Nós, professores, precisamos tentar mudar o mundo e só conseguiremos isso de maneira conjunta e consciente! Somos exemplos: o que falamos, como falamos, como nos vestimos, o que comemos, como comemos, como nos portamos... Tudo isso é observado pelos nossos alunos e por seus pais...
Não temos que aceitar a educação como está e lavarmos as mãos! Temos que lutar por pessoas melhores! Temos que respeitar os nossos alunos!
Se você quer ser respeitado, precisa respeitar também!

Outro dia vi uma briga imensa entre dois alunos, depois de separados, um deles disse para o outro que iria quebrar os seus dentes. A professora simplesmente responde: "Não faça isso! Dará muito trabalho para a fada do dente!"(debochando dos alunos!). Isso é atitude de professor consciente?

Num outro momento, outra escola... Um aluno (de uma classe de crianças de cerca de 6, 7 anos) reclama que outro está falando alguma coisa e o professor responde: "O ...(nome da criança)... falando é a mesma coisa que um cachorro cagando!". Que falta de respeito para com seu aluno! Que palavreado chulo e grosseiro!

É uma bola de neve: crianças carentes e desrespeitosas, pais ausentes e permissivos, professores desinteressados e grosseiros e um sistema educacional que não ajuda!

Temos que fazer alguma coisa!!!

Desculpem o desabafo!

Segue um vídeo maravilhoso sobre o sistema educacional. Nova visão de mundo!!!


Enjoy!

Lívia.

8 comentários:

Nine disse...

É desesperador mesmo, Lívia! Mas isso não acontece apenas nas omunidades carentes não...é uma realidade nas escolas paticulares tb...O que faremos? Não sei...mas dá medo desse futuro...

Nossa parte é..fazer nossa parte e tentar influenciar positivamente nossos filhos. É difícil, mas creio que é nossa maior missão.

Beijos,
Nine

Stella disse...

Eu estudei em escola publica e particular e existe professores ruins nas 2.. infelizmente... O pior é saber q minha filha vai passar por isso... mudei totalmente minha forma de pensar kkk
bjs

Sylvia disse...

Que texto maravilhoso!!! É complexo ler que um colega de profissão usa termos tão baixos para tratar seus alunos... realmente muitos não nasceram para ser professores e o são porque podem ter mais de um emprego e porque consideram "fácil" dar aulas. De qualquer jeito é fácil mesmo, agora se envolver, preparar, pensar, se dedicar e estudar, é mais complicado e é para bem poucos... beijos mil

Minha Filha Minha Vida disse...

e eu me pego sempre pensando nisso .... acho que fui ficando menos paranoica quando entre no blog e fui vendo uma porção de outras pessoas que tb se importam e outras tantas que tb querem fazer diferente ... vamos torcer para o bem ser maior que o mal ....

beijos e bom final de semana !

Juliana Reis disse...

Lívia, sua preocupação é muito pertinente, também me pego pensando muito em como o mundo está, como está a educação dos pequenos, que são o futuro do país. É complicado demais essa bola de neve que você falou.
Tento educar meu filho da melhor forma, mas sei que isso não é suficiente. Cabe aos educadores terem uma consciência do seu papel na sociedade.
Parabéns por estar fazendo a sua parte.
Beijos

Ana Paula disse...

Lívia, eu concordo com a Nine: não é uma realidade de comunidades carentes, é uma realidade que se vê e muito nas escolas particulares.
Seu texto é intenso. Uma excelente reflexão sobre o dom de ser professor. Parabéns por você fazer a diferença.
Beijo

Diário da mãe e da filha disse...

Ai amiga, concordo com você, hoje em dia essa mal educação vem desde escolas particulares até as municipais.

É complicado mesmo, e a única coisa que podemos fazer é educar nossos filhos

Te admiro muito, tanto como mulher e como mãe, agora também como profissional

Beijos

Ivna Pinna disse...

Lívia, concordo em tudo! Aqui grande parte da minha família é de professor. Eu mesma já dei aula, e conheço muuito bem esse círculo vicioso!
Espero ver essa realidade mudar. Sonho? Deus queira que não!

Beijão