quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Feliz 2012

Primeiramente peço desculpas pelo sumiço do mundo virtual e dos blogs que tanto amo visitar, mas, final de ano, Natal e Ano Novo me tomam bastante tempo! Muitas coisas a fazer, muitas outras a resolver e muito, muito cansaço... Espero começar 2012 de uma maneira mais tranquila!!!

Agora, quero desejar a vocês um maravilhoso 2012, cheio de realizações, saúde, amor, alegrias, união e sucesso!!! Que todos os seus sonhos sejam realizados!!!

Espero que a partir de janeiro eu possa visitar todas vocês com calma e que eu possa escrever em meu blog sem precisar ficar programando meus posts... Como aconteceu com os três últimos...

Beijos em todas e logo estarei de volta (de corpo e alma!!!).


Feliz 2012!!!

Lívia.

domingo, 25 de dezembro de 2011

Feliz Natal

Desejo a todos os leitores do "Diversão em Família" um feliz Natal e um maravilhoso 2012!!!

(Imagem tirada da internet)

Beijos!!!

Lívia.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

A nossa história...

Hoje é um dia muito especial, faz exatamente 15 anos que eu e o Rafa estamos juntos!!!
Quinze anos!!! Meu Deus! Como o tempo passa rápido!


Por isso, resolvi dividir com vocês um pouco da nossa história:


Eu e o Rafael nos conhecemos na adolescência. Ele estudava com a minha prima desde que eram crianças e nos víamos sempre nos aniversários dela...


Comecei a fazer teatro quando ainda era criança e trabalhava nisso, apresentei algumas peças de teatro e parei quando tinha 14 anos para estudar mais... Sempre fui bem na escola, gostava de estudar, mas entrei no colegial (escola particular) e meus pais acharam que eu precisava de mais tempo para a escola!


Bom, o que importa é que quando eu tinha uns 12 anos, minha prima e alguns amigos foram assistir uma de minhas apresentações e ao final subiram ao palco para me cumprimentar. Foi assim que o Rafael foi realmente apresentado para mim!
Depois disso só nos víamos nos aniversários da minha prima mesmo!


Depois de um tempo (dois anos), eu estava virando a esquina do quarteirão em que ficava o prédio em que eu morava e vi lá de longe o Rafael entrando no prédio. Pensei comigo mesma: - não pode ser! e saí correndo para encontrar com ele. Lógico que quando entrei no prédio fingi que era uma surpresa e disse: - Oi, o que você está fazendo por aqui? e ele respondeu que iria se mudar para lá e ele estava com os pais arrumando o apartamento e me disse que se mudaria no final de julho. Eu disse que morava no apartamento 74 e ele me disse que mudaria para o 34.


Em agosto eu faria 14 anos e queria convidá-lo para o meu aniversário, mas ele não se mudou. Mudou-se no dia 3 de agosto, dia da festa e eu não consegui fazer o convite que eu tanto queria. Nesse período o Rafael já não estudava mais com a minha prima, embora continuassem amigos!


Logo que o Rafael se mudou, eu estava me formando na 8a série e levava sempre uma rifa para ele comprar. Na verdade o meu intuito era ver aquele menino tão lindo, educado e especial!


Ia quase todos os dias tocar a campainha com uma nova rifa para ajudar na formatura!
Um dia, sem rifas nas mão, parei em frente a porta do seu apartamento e fiquei pensando em qual a desculpa que eu iria dar para tocar a campainha naquele dia. Enquanto isso, uma amiga minha desceu naquele andar e perguntou o que eu fazia ali. Ela não sabia absolutamente nada da história!!! Eu fiquei sem saber o que responder e ela me perguntou se eu ia falar com a Carol. Com uma cara de pau lascada, toquei a campainha e disse que sim.


Quando o Rafael abriu a porta eu perguntei pela Carol. Ele estranhou um pouco e disse que ela tinha ido dormir porque estava com muita dor de cabeça. (para a minha sorte! - e depois vim a saber que Carol era a irmã dele).
Depois ficamos amigas (hoje somos como irmãs!) e sempre que nos reuníamos no prédio para conversar, jogar (o pessoal do prédio - éramos em mais ou menos 10 pessoas) eu convidava a Carol e o Rafael (mas ele descia bem de vez em quando - adorava estudar!!! - adora até hoje!!!).
Mas, em cada descida uma paquera...


Em dezembro (18/12/1996), minha prima fez mais uma festinha de aniversário e nos convidou. Eu liguei para o Rafael e perguntei se ele queria ir comigo e com a minha irmã (que teve um papel forte e indispensável de amiga, companheira, irmã, topa-tudo e cupido!!! - me ajudava nos meus planos secretos (quase planos do tipo: Cebolinha da Turma da Mônica) para encontrar o Rafael sem que ele descobrisse que não era acaso ou obra do destino, mas que a gente se esbarrava toda hora no prédio propositalmente...).
Ele respondeu que sim, mas faltando uma hora para a festa que aconteceria há um quarteirão do nosso prédio ele disse que não iria comigo porque ainda tinha que tomar banho!


Fiquei muito nervosa e eu e minha sister fomos sem ele...
Depois que ele chegou na festa eu não fui falar com ele, até que arrastada por um amigo em comum (hoje, padrinho do Henrique) eu fui falar com ele. Ele me pediu em namoro... Eu fiquei com medo do beijo (que eu nunca tinha dado) e pedi para pensar!


Depois de dois dias, chamei ele em casa e respondi que sim! Nos beijamos e não paramos nunca mais!!!
Nunca ficamos (nós dois e nem com ninguém!). Começamos namorando direto. Foi meu primeiro beijo e o primeiro beijo dele... Fizemos e passamos por tudo juntos!!!
Vestibulares, faculdades, primeiro emprego, formaturas...


Não sabemos viver um sem o outro...


É: 7 anos de namoro + 3 anos de noivado + 5 anos de casamento...


Parece que foi ontem...


É incrível, mas depois de 15 anos juntos ainda me apaixono todas as vezes que olho para ele, ainda me encanto com os seus olhos, o espero chegar em casa ansiosamente... O amo cada dia mais... Gosto de ver ele sorrir, me divirto e rio com ele... Me sinto feliz, amada, segura ao seu lado e ainda descobri um pai incrível!!! Me apaixonei ainda mais quando ele me deu o Henrique de presente, quando o vi segurar o Henrique pela primeira vez, quando vejo os olhos cúmplices dele e do Henrique se olhando... Quando vi ainda no hospital ele dar o primeiro banho no Henrique enquanto eu ainda me recuperava da anestesia...


É, Rafa, ainda me apaixono por você todos os dias! Te amo cada dia mais!!! Amo estar com você!!!
Te amo ainda mais do que quando quando começamos a namorar!!!


Parabéns pelo nosso dia!!!


Beijos meus e do Henrique (o fruto do nosso amor!!!)


Sua Lí.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Casa arrumada para o Natal...

Desde meados de novembro a nossa casa já está toda arrumada para o Natal, infelizmente não consegui postar antes porque tinha muitas novidades para contar...


Seguem as fotos da nossa casa toda enfeitada, só esperando esse dia tão especial chegar...



Sejam bem-vindos!!!




Árvore de Natal e detalhes...





 Casa enfeitada, um dos presépios, baleiro Papai Noel...



 Enfeites de mesa e candelabro (taça de sobremesa virada para baixo com enfeite dentro, laço e vela sobre o pé... - eu que montei!!!)


Papai Noel no sofá e ponteira da árvore...


Para entrar ainda mais no clima, preparei bolachinhas natalinas... Hummmm!!!!



No final de semana passado, fomos visitar a fábrica da Ypê, que todos os anos faz uma lindíssima decoração de Natal. É aberta para visitação no período noturno, por isso vimos apenas do lado de fora... Mas, já valeu a pena!!!







Linda decoração, não?!


Ah! E hoje é dia da Família!!! Feliz Dia da Família a todos!!!

Lívia.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Tantas notícias...

1- Amanhã eu e o Rafa fazemos cinco anos de casados (bodas de madeira) e no final do mês, faz 15 anos que estamos juntos...
Rafa, eu te amo demais e sou muito feliz ao seu lado! Você me completa e é um grande amor, um grande companheiro, um grande pai...
Farei um post especial para você no dia 20!


(eu e o Rafa...)


No final de semana passado nós dois fomos comemorar adiantado o nosso aniversário de casamento. O Henrique ficou com a vovó e com o vovô. O Rafa preparou uma surpresa muito especial para nós:


No sábado fomos almoçar no L'Entrecote d'Olivier, depois fomos passear no shopping Iguatemi. Por conta da Formula 1, não conseguimos ficar no hotel que queríamos, só conseguimos ficar no Green Place Flat ( o Rafa reservou a suíte nupcial). 


No final da tarde fomos ao Teatro Abril e assistimos ao "Mamma Mia!". O espetáculo é demais e me surpreendeu muito!!! Amei! Ri! Chorei!...


Depois fomos jantar no Arola Vintetres. Um restaurante típico espanhol, especializado em tapas divinamente deliciosas... O atendimento é muito bom e diferenciado! Foi maravilhoso. É um dos melhores restaurantes em que já fui.


No dia seguinte, tomamos café da manhã no quarto e fomos buscar o Henrique e almoçamos com os padrinhos do Henrique no Brunholi. Delícia! Um almoço muito agradável e em ótimas companhias!


Rafa, muito obrigada pela comemoração ao nosso amor!
Adorei cada minuto ao seu lado!!!
Amo muito você!!!



2- De domingo para segunda o Henrique adoeceu: tosse, nariz ora escorrendo, ora entupido... Liguei para o médico logo pela manhã e nada... Ele não deu a mínima atenção... Só consegui falar com ele às 19:00 hs. Tentei muito falar com ele e ao longo do dia o Henrique piorou. Teve febre a noite toda, tosse muito forte, ânsia de vômitos e no dia seguinte tentei falar com ele novamente e nada... Resolvi dar Tylenol, mas depois de três a quatro horas a febre voltava e eu não podia dar o Tylenol novamente. Resolvi ir ao consultório. Cheguei lá por volta das 13:00 hs, o Henrique estava com 38.8 graus e mais uma vez, um descaso absurdo. Ele não quis nem ver o Henrique e apenas o atendeu às 17:30 hs. Nesse meio tempo o Henrique piorou...


Quando ele foi atendido, o resultado foi esse:


* Faringite
* Catarro no pulmão
* Conjuntivite (que foi adquirida porque a resistência do Henrique baixou, se desenvolveu no consultório!).


(imagem tirada da internet)


Estou morrendo de raiva e pela segunda vez, pelo mesmo motivo irei procurar um outro pediatra!
Como é difícil achar um pediatra humano!!!




3- Considerações sobre a praia: 


No começo o Henrique teve aflição da areia. Não queria colocar o pé de jeito nenhum! Depois adorou, sentou e brincou!!!




4 - Considerações sobre o avião:


O Henrique teve paciência, ficou bem bonzinho, um amor...
Mas teve dor de ouvido na descida (na ida)... Na volta foi tudo tranquilo!


(eu e o Henrique no avião)


5 - Considerações sobre o aeroporto:


Antes de engravidar eu era contra o uso da "coleirinha". Mas, ser mãe é perceber que nem tudo o que achávamos certo ou errado antes da meternidade, continua sendo o que achamos depois dela!!!
Comprei a mochilinha (coleirinha) de leão e não me arrependo!
Que medo de perder o Henrique ou de puxarem ele de mim!!!
Fiquei de mãos dadas com ele, mas, com a coleirinha conectada para o caso de ele soltar a minha mão!
Deu muito certo e achei ótimo o uso dela!!! Recomendo!!!


(Soltei da mão do Henrique para vocês verem o modelo da coleirinha!)


Bem acho que é isso!!!


Vou lá cuidar do Henrique (que está doentinho!!!)


Lívia.