terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Tarde de loucura no shopping

Sexta-feira passada, eu e uma amiga resolvemos dar uma voltinha no shopping para colocar o papo em dia, para que nossos bebês se vissem novamente e para tomarmos um café...
Muitas vezes a rotina de uma mãe é cansativa e é preciso dar uma "arejada" nos pensamentos, sair um pouco de casa...
Ela passou em casa para me pegar. Como são dois bebês, são duas cadeirinhas no carro, duas malas e um carrinho (optamos pelo dela que é menor e mais fácil de carregar - podemos revezar: bebê dela no carrinho e o meu no colo, bebê dela no colo e o meu no carrinho).
Assim que chegamos no shopping, lembramos que lá tem serviço de empréstimo de carrinho, forrado com paninho de TNT (aquele tecido de sapatilha de hospital). O carrinho é limpinho e higienizado, então resolvi pegar um daquele emprestado e ficamos as duas com carrinho (mais fácil para nós duas).
Entramos na primeira loja, minha amiga escolheu algumas roupas para experimentar e quando ela entrou no provador: 


SURPRESA! Acabou a energia elétrica do shopping (não estava chovendo, não tinha relâmpagos ou trovões no céu). Outra SURPRESA: o shopping não tem gerador! Apenas umas três ou quatro lojas (das grandes, famosas...) tinham gerador.


Resultado: shopping extremamente escuro, passeio acabado, todo mundo sem ter como pagar o que estava comprando (máquinas de cartão de crédito e débito sem funcionar), sem ter como pagar o estacionamento...


Quer saber mais um pouco? Depois de muito tempo, muito tempo mesmo, vimos que não teria jeito, já estava tarde e tínhamos que voltar para casa. DETALHE: o carro estava no piso superior, nós duas no piso inferior. Só para lembrar: duas crianças (bebês), um carrinho, duas malas - sem elevador, sem escada-rolante!


Minha amiga sobe sozinha de escada comum, leva as malas, pega o carro e desce para o andar em que estávamos. Enquanto isso eu olho os dois bebês nos carrinhos. Missão 1 cumprida!
 Ela desce do carro e nós vamos devolver o carrinho do shopping. Um escuro absurdo, sem enxergar direito. No fundo do corredor, vejo uma luzinha de celular, não consigo enxergar a pessoa que está segurando o celular e então eu digo:
_ Vim devolver o carrinho!
_ Está entregue!
_ Você não precisa do meus dados? (tive que passar todos os meus dados para emprestar o carrinho)
_ Não enxergo nada! Está entregue!
_ Então tá bom! Obrigada!
Missão 2 cumprida!
Missão 3: Pagar o estacionamento!
_ Viemos pagar o estacionamento!
_ Não tenho como receber!
_ E o que nós fazemos agora?
_ Não sei. Passa na cancela e vê se eles liberam!
_ Ok! Obrigada!
Missão cumprida, certo? Errado!
Missão 4: Levar os bebês para o carro e ir embora. Colocamos os bebês em suas respectivas cadeirinhas, prendemos bem... SURPRESA: Voltou a energia elétrica!!! O que significa voltar para dentro do shopping para pagar o estacionamento! Voltei e paguei! Voltei para o estacionamento e entrei no carro! Missão cumprida!


Passamos pela cancela e fomos para a casa. Alguns semáforos sem funcionar... Carros, carros e mais carros. Trânsito, trânsito e mais trânsito...
Finalmente Casa!!! Somos vizinhas.


Na hora em que tudo aconteceu ficamos completamente atrapalhadas, passadas! Já começa que quando cheguei ao shopping vi que tinha esquecido a chupeta do meu filho. O filho da minha amiga estava com sono, o que resultou em choro (do filho dela) no shopping e choro (do meu filho) no carro. O choro dos dois com motivo. Dava dó de ver como os dois se comportaram bem diante da escuridão em um lugar desconhecido, diante do cansaço, do nosso stress...


Agora lembrando, vemos que foi até engraçado e que nos rendeu história para contarmos para os outros e para eles quando forem maiores...


Lívia.

Um comentário:

Ilana Galhardi disse...

É Lívia, foi uma grande loucura...
Nunca me senti tão atrapalhada!!!hehehe
Mas valeu a pena! Como vc disse, temos mais uma história pra contar!!!
E é mto legal termos nos reencontrado, ainda mais agora com os filhotes quase da mesma idade... Assim nós quatro podemos vivenciar muitas coisas juntos...

bjos
Ilana