segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Eu, o pai...

Pais, Mães, Leitores,…



Minha esposa me pediu que escrevesse esse post em comemoração ao dia em que as donas dos blogs resolveram ceder espaço a outros personagens, bem menos importantes (discordo do meu marido), mas ainda assim necessários para a família, os pais.   
A primeira vez em que realmente percebi que queria ser pai foi justamente no dia em que recebi a notícia que não tinha sido daquela vez. Um descuido meu e da Lívia nos fez suspeitar que viraríamos pais antes do planejado.
Muito embora já fôssemos casados, a chance de uma gravidez acontecer naquele momento me deixou bem preocupado. Na minha cabeça, éramos muito novos e não estávamos preparados para cuidar de uma outra pessoinha. Fui trabalhar com o coração na mão, esperando ela me ligar para contar o resultado do exame.
Naquela manhã, nada deu certo. Minha cabeça simplesmente não estava ali. Passava o tempo todo pensando em como faríamos para cuidar, alimentar, vestir…
Mas em determinado momento, minha cabeça começou a imaginar uma coisa um pouco diferente…
Comecei a me ver com nosso filho no colo, acalentando, cuidando, acolhendo. E foi nesse momento que minha preocupação deu lugar a uma vontade indescritível de que fosse verdade. A partir daquela hora, fiquei imaginando toda a vida do meu filho, tudo aquilo que eu podia ensinar, tudo aquilo que eu podia mostrar e todos o momentos que eu poderia participar.


A mudança foi tão brusca que no fim da tarde tinha a certeza absoluta que a Lívia estava mesmo grávida.  
Quando recebi o telefonema, senti como um soco no estômago: não tinha sido dessa vez…
Tamanha foi a mudança que o alívio que eu deveria ter sentido deu lugar a uma angústia, uma decepção sem tamanho. Não pude segurar uma lágrima solitária que escorreu pelo meu rosto, e que parece que seguiu pela linha do telefone, já que ela percebeu na hora a minha frustração.
Apesar de os dois estarmos tristes pela “tentativa” fracassada, sabíamos que a partir daquele momento um filho seria nossa prioridade. Prioridade que veio ao mundo tempos depois, e que nesta semana faz 9 meses.
Por isso eu digo a vocês: nunca perguntem à sua cabeça se vocês devem ter um filho, perguntem ao seu coração.


Nao importa se seu filho estudará nos melhores colégios, se terá apenas do bom e do melhor. O que realmente importa é que ele tenha amor do pai e da mãe. Tanto amor que seja suficiente para ele distribuir por aí, pois o que mais falta no mundo, o produto que realmente é o mais escasso, é o amor pelo próximo, pois só por meio dele é que temos alguma chance de criar uma sociedade assim como aquela desejada pelo Criador (qualquer que seja a sua crença).



Um abraço a todos e bom dia 28.

Rafael

34 comentários:

sofia-educarcomcarinho disse...

Que texto lindo... me emocionei!!
O nosso coração fala sempre mais alto.

Fabi Coltri disse...

Que lindo.
Fiquei arrepiada.

Parabéns pelo super marido, e super papai!

Bjãooo

Mamãe pela 2ª vez disse...

Texto muito emotivo, seu filho terá orgulho de ter um papai assim.
Parabéns!

Li disse...

Rafa,

Ontem quando você escreveu esse texto não me deixou ler e pediu para que eu o lesse apenas hoje. Você, meu amor, mais uma vez me surpreendeu e me emocionou, assim como sempre...
É querido, depois daquele dia nossa vida mudou e nossas prioridades mudaram...
Sou muito grata a Deus por ter me dado você há 14 anos atrás (quando eu era apenas uma menininha de 14 anos e você um rapaz lindo e romântico de 16) e nos ter dado de presente o nosso filho tão esperado e amado!
Te amo demais!!! E... Obrigada pelas lindas palavras do seu post, pelo seu amor, seu carinho e por tudo que você faz e sempre fez por mim e por nosso fofucho! Beijinhos!

Sua Li.

Carol Garcia disse...

Lindo, lindo, lindo!
chorei!
estou adorando essa blogagem!
bjo bjo

Ilana Galhardi disse...

Lívia, fico feliz por ver vc com esta família tão linda e abençoada!!!

Rafael, parabéns pelas palavras! Vc conseguiu através delas passar toda emoção e principalmente todo amor(considerando que fosse possível) pelo seu bebê e sua esposa... Também demonstrou a grandiosidade de seu coração!!!

Fiquei muito emocionada e feliz por vcs!
Um grande bjo!

Martha disse...

Poxa.. meu comnetario sumiu!!> hehe
Comentando de novo...
Posso falar que adorei... ?!
Adorei isso ter se tornado tão presente quando ainda ñ era presente.. sei exatamente o q é isso e isso é tão, tão bonito q suspirei..!!!
Ah esses pais são uma surpresa atras da outra!
To adorando a blogagem coletiva!

Bjs em vcs1

Thaís Rosa disse...

chorando aqui...
sem palavras!

Ana disse...

Adorei!
Passei pelos mesmos dilemas e cheguei tb a mesma conclusão!Me identifique bastante com o texto.

Obrigada pela divulgação!
Já dupliquei sua inscrição.
Beijos!

Roberta disse...

Perfeito!! Adorei!
Aproveitei para conhecer e segui seu blog!!

bj

Livia, mãe da Carol disse...

Quanta emoção vc passou Rafael! Que lindo!

Mariana Hart disse...

Lindo, sincero e com lindas imagens ilustrando o momento!

Bjo grande! =)

projetodemae disse...

Tenho certeza que o amor que o Rafael fala no texto não falta para o baby de vocês! Parabéns pela família linda!

Meu maridinho escreveu tbm, para participar da blogagem. Tá lá em http://projetodemae.wordpress.com/

Beijos, Ananda :)

Anne disse...

ai... tb chorei.
ai ai

Paula Dreger disse...

Lindo lindo!
beijos

Claudinha disse...

Liviaaaa Chorei!!!!! Que post lindoooo...

Rafael, parabéns, pela esposa, e filhote...sua família linda!!!!!
Tenho certeza que seu filho terá mto orgulho desse pai!!!!!

Bjos para vcs!!!

Sarah disse...

Que lindo!! Vim conhecer o blog e dou de cara com um post tão emocionante, sincero, amoroso! Parabéns pela família! E as fotos também estão ótimas!!

Paloma Gavazza disse...

Nossa que lindo texto, é lindo ver o amor dos pais pelos seus filhos.
Obrigada pela visita e coment. lá no meu blog no texto do meu marido!! bjs!!

Fulvio de Mattos disse...

Admirável é a pessoa que vê a felicidade na família e em uma sociedade justa, a qual queremos pra nossos filhos! Muito legal o texto!
Tudo de bom pra vocês!

Anônimo disse...

Que lindo ver um homem amar tanto assim a sua família e se preocupar com o futuro de sua família, principalmente quanto a valores e amor!
Parabéns pelo seu post!
Felicidades para toda a família!

Anônimo disse...

Fiquei emocionada com suas palavras!
Parabéns pelo post!

Ana.

Sylvia disse...

Que bonito o depo do seu marido!!! É muito legal ler o que eles pensam a respeito da paternidade, as vezes eles não falam, mas conseguem se expressar melhor escrevendo. Beijos mil e obrigada pela visita!!!1

Anônimo disse...

Fiquei emocionada com o depoimento do seu marido!
Quanto amor ele tem por você e pelo seu filho!
Parabéns pelo post! Está lindo e cheio de sentimento!!!

Beijos para vocês três!

Shirley

Ana Carolina disse...

Conheci seu blog com a blogagem coletiva e adorei. Passa lá no meu cantinho tb!

BJS
www.quasemaepai.blogspot.com

Mariana Della Barba disse...

Também conheci seu blog hoje Lívia. Adorei!
Coloquei seu post lá, na listinha de todos os pais fofos que blogaram hoje :)

Minha Filha Minha Vida disse...

Oieee passei para retribuir o recadinho e dar uma espiadinha no seu cantinho .... achei MUITO FOFO e já estou ficando por aqui para acompanhar oque ainda vem pela frente, rs ....

PS. amei o post das perguntas dos seus aluninhos !!!

Beijos Sii

doces abobrinhas disse...

rs! adorei o post! que delicia isso tudo! que Pai fofo!! rs!!
Liviaaaa, voltou o quadro de seguidoras lá no blog tá... agora tem um link do sorteio, vc ja esta cadastrada basta seguir o blog!! ja esta funcionando.... hihi
obrigada
um beijo doce
Roberta
www.docesabobrinhas.com

Kelly Resende disse...

Nossa, que lindo o depoimento desse papai! Essa blogagem coletiva está o máximo né! O que mais gostei foi a frase: nunca perguntem à sua cabeça se vocês devem ter um filho, perguntem ao seu coração. É a mais absoluta verdade.
Beijos

Aline, mãe da "Malia" disse...

A gente sabe q esses papais amam muito seus filhos, mas quando pedimos para eles descreverem. eles nos surpreendem! Parabéns pelo post e obrigada pela visita lá no blog. Bjs.

Anônimo disse...

Rafa: Nenhuma palavra de nosso rico léxico seria capaz de descrever o quanto eu lhe admiro e o orgulho que tenho de ser a sua segunda mãe(sogra, nunca!)Amei e me emocionei muito com o seu comovente depoimento de Pai.O Henrique é o nosso anjo amado e a razão de nossas vidas, assim como vocês, meus filhinhos.Que Deus abençoe muito a esta linda família e, por favor, nunca deixe de externar os seus sentimentos através de textos, porque você o faz muito bem!Beijos a você,à Lívia e ao Henrique.

Nina disse...

Rafael, que lindo isso que vc escreveu e que bom, que bom, e mil vezes, que bom que sua mulher discorda qd vc diz que ela deu a palavra ao menos importante, o pai. Acho que vc sabe disso, mas arrisco em falar: vc é tao importante qt ela na educacao de seu filho! Um pai como vc (foi o que deu a entender) é o que todo filho precisa. Suas palavras foram mt sentidas, difícil ver homens escrevendo tao carinhosamente, tao com o coracao assim como vc o fez. Se os pais percebessem o qt eles sao fundamentais na vida de um filho, teríamos mt menos gente infeliz no mundo, gente se sentindo perdida, solitária, amargurada, desamparada, sabe Rafa?! Porque pai ausente é uma dor que a gente nao percebe na hora, durante nossas vidas, pai ausente nos faz sentir raiva ou distanciamento, mas qd eles precisam partir, e ficamos cara a cara com eles indo... bem, a gente entende todo o amor que ficou guardado querendo sair do peito,com alvo direcionado, mas nao tendo o caminho a seguir, porque esse caminho,é que, esse caminho nos faltou, sabe? Qd a sua mulher disse que discorda de vc, me alegrou mt, porque mulheres que nao reconhecem o valor do pai na vida de um filho, fazem somente com que o distanciamento aumente, se fazendo de superiores, elas fazem de conta que podem fazer tudo sozinhas... acho triste, odeio esse papo tao anos 90 de producao independente, deu pra notar? e sei sei, já to passando da conta, falando demais e até fugindo do tema, mas é que esse assunto, mexe comigo.

De qq maneira, queria parabenizar teu lindo texto. Entendo cada palavrinha, ja passei por isso tbm, tenho 3 filhos, dois de um paizao que nao era bom marido, e um bebezinho de um maridao maravilhoso que tá se transformando num paizao maravilhoso... filhos ensinam tanto de amor pra gente, que só tendo pra saber, é bem como vc mencionou, tem que perguntar ao coracao se quer te-los! é assim que meu atual marido tá aprendendo a ser pai dos enteados, sendo pai do seu primeiro filho, e esse aprendizado é maravilhoso.

Parabéns pelo amor bonito que vc mostrou ter pela família. Ela agradece :-)

Bjs Li!

disse...

Um dos melhores texto que já lí em todo a minha vida...E olha que já foram muitos livros, muitos manuais de economia e muita revista kkkk.

Adorei mesmo.

Parabéns pela família linda!

disse...

*textos.

MÃE DO GUI disse...

Comentarios bombando, tb com um papai assim hein? parabésn ao papai e a mamãe Livia pelo maridão.
Texto Lindo.
Não consegui ocnvecer o meu maridex, kkkk

bjo Mae do Gui, n consigo logar!!!