quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Calendário do Advento

Amanhã começa o mês de dezembro e com ele começamos por aqui o calendário do advento.
Eu amo a idéia do calendário porque acho que ele traz o verdadeiro significado do Natal! Por aqui somos religiosos, então comemoramos o nascimento de Jesus, a importância da família e a união. Quero deixar claro que respeito todas as outras religiões e maneiras de comemorar o Natal, estou apenas colocando aqui como comemoramos aqui em nossa casa!

O calendário do Advento começa no dia primeiro e vai até o dia 24 de dezembro.


Cada dia tem um bolsinho e neles eu coloco uma balinha para o Henrique, mas coloco também uma tarefa relacionada ao espírito natalino!



Essas tarefas podem ser feitas de acordo com a idade das crianças...

Algumas idéias que podem ser usadas no calendário:

1) Fazer um desenho sobre o Natal
2) Fazer uma lista de agradecimento (coisas boas que aconteceram no ano)
3) Fazer uma lista de desejos de Natal (coisas que não podem ser compradas)
4) Fazer uma recita na cozinha com a mamãe
5) Ler uma história de Natal
6) Ler a história sobre o nascimento de Jesus
7) Jogar um jogo em família
8) Ligar para os avós
9) Fazer um piquenique de Natal
10) Fazer cartões de Natal
11) Escolher um brinquedo para doar
12) Praticar uma boa ação
13) Ouvir músicas natalinas
14) Arrumar a árvore de Natal em família
15) Fazer um enfeite para a árvore de Natal
16) Ajudar a mamãe em alguma tarefa de casa
17) Escrever uma carta para o Papai Noel
18) Ligar para alguém especial desejando Boas Festas.
19) Cantar uma música de Natal
20) Ler uma parte da Bíblia
21) Dizer uma palavra de carinho para a mamãe
22) Dizer uma palavra de carinho para o papai
23) Fazer bilhetinhos carinhosos para pessoas especiais
24) Fazer uma oração de agradecimento

Você pode repetir tarefas (colocar ouvir músicas de Natal em mais de um dia), pode adaptá-las à sua família e/ou a sua religião! Aqui já montamos a árvore, então essa eu não coloquei... coloquei algumas mais de uma vez!

Não vejo a hora de começar tudo amanhã!!!

Amo o Natal!!!

Espero que tenham gostado!

Lívia.


quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Dicas espertas: maçã cortada e branquinha

Hoje eu vou dar uma dica bem legal sobre maçãs!

Todos os dias mando na lancheira do meu filho uma fruta, algo salgado, algo doce e um suco, chá ou leite e água!
Ele gosta muito de frutas e tento variar bastante. As frutas que costumo mandar são: banana, melancia, uva, morango, melão e manga. Queria mandar maçã ou pêra, mas o Henrique prefere as frutas já cortadas, então eu não mandava essas frutas porque elas pretejam...
Fui buscar uma maneira de cortá-las de uma maneira que continuassem branquinhas mesmo depois de cortadas, tentei várias maneiras (que encontrei buscando na internet) e a maneira que realmente deu certo, foi essa:

1) Coloque numa bacia, água gelada e uma colher (de chá) de sal.
2) Corte as maçãs em rodelas e coloque-as na água com sal e deixe de molho por 5 minutos.


3) Depois retire as maçãs da água, coloque sobre um pano de prato limpo e seco e seque as rodelas, uma a uma, com cuidado.



4) Depois de secas, guarde-as num saquinho plástico fechado na geladeira (por até 3 dias). Você pode mandar para a escola, pode levar ao trabalho e aproveitar a fruta branquinha e crocante, mesmo depois de cortada!


Essas maçãs que estão no potinho foram cortadas pela manhã, passaram por este processo e vão de lanche hoje a tarde! Hummm!!!

Ah, as maçãs não ficam salgadas! Podem experimentar! Tenho certeza que vocês vão gostar dessa dica!
Com as pêras também dá certo!

Lívia. 



quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Dicas de leitura!

Hoje vim postar 2 livros que achei muito interessantes para crianças e adultos!!!



O primeiro que indico chama-se: "Quem Manda Aqui? - um livro sobre política para crianças", da Companhia das Letrinhas; André Rodrigues, Larissa Ribeiro, Paula Desgualdo e Pedro Markun.

Fala sobre política de uma maneira muito simples, começando pela monarquia, depois sobre a colonização e como era quando não existia democracia... até chegar aos dias de hoje... mostra a importância da democracia...

Vejam uma das páginas aqui...


Depois fala sobre a hierarquia dentro de casa, sobre respeito e sobre a importância de todos em casa terem voz, inclusive as crianças...
Embora a opinião final deva ser dos pais, mas sempre depois de discutidas entre todos!

Também fala sobre os tipos de família: mãe, pai e filho/s; mãe, mãe e filho; pai, pai e filho; avó, mãe e filho; avó, pai e filho...

e mais:


... eu realmente me apaixonei pelo livro!!!

Não consegui deixar de comprar e o Henrique também adorou!

Acho que ele traz discussões muito importantes! Vale demais a leitura!!!

XXXXXX

O segundo livro, "Se criança governasse o mundo..." - Formato; Marcelo Xavier.

Também é apaixonante e fala sobre a visão infantil das coisas... como tudo é mais simples e fácil de ser resolvido! Tudo feito com amor, paz e compreensão!!!


Lindo livro, sobre política através da pureza das crianças, que são livres de preconceito e não entendem (com razão) esse mundo de desigualdades, ódio, guerras...

É isso!!! Espero que gostem e corram atrás desses livros que trazem prazer, conhecimento e reflexões!!!


Lívia.





quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Mãe

O post de hoje vem cheio de emoção, uma emoção que tomou conta do meu peito e encheu meus olhos de água!
A emoção que tomou conta de mim foi um misto de amor e medo. O amor mais intenso do mundo, o de mãe, e o medo do futuro. Não é a primeira vez que sinto esse medo, até porque ele está atrelado ao meu presente. Tenho medo de quando o Henrique não couber mais no meu colo (e quase não cabe mais!), medo do dia em que ele não se divertirá quando sair comigo e com o pai, medo de ir viajar como casal e não como família, medo de não saber tudo o que se passa com ele e na cabeça dele. Medo de não enxergar algo importante quando ele estiver crescido, medo das mudanças que irão acontecer e que são necessárias para o crescimento dele e para o meu. Medo de deixar de ser o centro do universo dele, aquela com quem ele pode contar a qualquer momento e para quem ele pode falar qualquer coisa sobre qualquer assunto! Medo de que a vida o machuque...



Sempre criei ele para ser independente, sei que a independência é que o fará se virar e tenho que pensar em deixá-lo pronto para o dia em que nós (eu e meu marido) não estivermos mais aqui; embora eu acredite hoje, que a presença, o carinho e os conselhos dos nossos pais nunca sejam demais e que iremos precisar deles para o resto de nossas vidas (mesmo que isso não seja possível, e embora a gente só entenda isso depois de adultos). Mesmo pensando desse jeito, tenho medo e uma dor (quase que física) cada vez que ele deixa de precisar de mim para alguma coisa, e muito orgulho dele, é claro!
Esse post é um desabafo, um pensamento em voz alta, um texto escrito sobre lágrimas e na torcida de que eu tenha maturidade para lidar com cada uma das fases do meu pequeno mesmo sabendo da minha fragilidade e da sensação que sinto por dentro de que apesar de estar ficando cada dia mais velha, ainda me sinto tão inexperiente as vezes!
Sempre achei que as mães eram muito seguras e sabiam de tudo e hoje enxergo as dificuldades e inseguranças que a minha passou e deve passar até os dias de hoje!

Lívia

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

A importância da música durante a infância...

A música também é presente na vida do Henrique desde que ele era um toquinho... Eu colocava música para ele ouvir enquanto ele ainda estava na minha barriga... colocava minhas músicas favoritas e colocava muitas músicas infantis também (sempre amei músicas infantis e continuo amando...). Músicas clássicas colocava quando estava relaxando ou quando estava nervosa!
Assim que o Henrique nasceu, durante o dia eu escolhia um momento do dia em que ele estava acordado para colocar músicas infantis mais tranquilas para ele escutar... e eu sempre cantei para ele também!!!
Conforme ele foi crescendo, ficava mais tempo acordado, então eu o pegava no colo e dançamos juntos escutando as músicas dele e assim que ele começou a sentar, sentávamos num edredom na sala e escutávamos música, eu cantava e ia estimulando movimentos com os bracinhos e perninhas dele...
Todos esses momentos serviram para nos aproximar ainda mais e sempre foi muito divertido para mim e para ele!
Logo ele começou a dançar, a batucar e a tirar sons dos mais variados objetos: soprava peças de lego e tirava som, fazia música com potinhos, batendo o pézinho no chão e amava tudo ligado a música!
Aos dois anos o coloquei na aula de iniciação musical, ele ganhou uma bateria de brinquedo e pediu de Natal para o Papai Noel um pianinho!







Nas aulas de música ele foi se desenvolvendo cada vez mais...

A música estimula o bebê e a criança:

* traz segurança emocional e confiança
*traz aprendizado de significado de palavras e frases (o que é cantado, sempre é acompanhado de gestos!)
* desenvolve e melhora a concentração
* estudos apontam que a música aumenta a memória e o aprendizado de outras línguas
* estimula a linguagem corporal
* melhora a interação com outras crianças e adultos
* estudos apontam que melhora o aprendizado de matemática
* ensina diferentes ritmos, tempos e compassos
* aumenta o conhecimento cultural
* melhora a coordenação motora
* melhora a percepção auditiva
* favorece a comunicação
* amplia o vocabulário
* desperta a sensibilidade e a criatividade
* melhora a capacidade de trabalhar em grupo e respeitar o tempo e o espaço de cada um
* apresenta diferentes instrumentos musicais
* ensina a leitura de partitura (que é universal)

O Henrique sempre gostou e continua fazendo até hoje! Após as aulas de iniciação musical, ele foi para a escolha de instrumento e no momento está aprendendo piano. Já toca com as duas mãos!!!
Para quem não conhece, o piano tem na partitura a clave de sol (que é tocada com a mão direita) e a clave de fá (que é tocada com a mão esquerda), as duas são diferentes e lidas e tocadas ao mesmo tempo!!! Imaginem a dificuldade disso, dá um nó no cérebro (no meu, pelo menos)... para o Henrique é tranquilo!!!
Está cada dia mais fofo, tocando melhor e mostrando para mim que é possível superar-se a cada dia!!!

Vamos cantar? Já dizia o ditado: "Quem canta seus males espanta!"

Lívia.



quinta-feira, 21 de setembro de 2017

O karatê na vida do meu filho

O meu marido fez karatê. Começou aos seis anos e continuou até a faculdade... só parou quando começou a trabalhar e ficou impossível conciliar estudos, trabalho, inglês, espanhol e karatê!
Chegou até a faixa marrom e é um eterno apaixonado pelo esporte!

O Henrique sempre disse ser apaixonado pelo karatê também e sempre pediu para fazer... eu achei que era mais pelo orgulho que ele sentia pelo pai do que o gosto pelo esporte em si. Também já tinha conversado com meu marido que achava que antes dos 5 anos não valia a pena por questões de concentração e porque a maturidade da criança poderia entender o esporte mais como uma brincadeira. Também tinha a questão de acharmos que o Henrique já tinha muitas atividades: escola, música e natação... precisava continuar com tempo para brincar, brincar e brincar...

Então 2016 finalmente acabou, como já escrevi aqui no blog foi um ano sofrido demais para o Henrique na escola e o trocamos de escola. Esse ano começou com escola nova, cabeça erguida e coragem para enfrentar novos desafios e as surpresas da vida...

Na escola nova tem aulas de karatê (optativa). Resolvemos colocá-lo, já que os horários ficariam perfeitos para o Henrique e não o sacrificariam mais do que os horários da perua.

Ele começou meio tímido, receoso de que não daria certo. Apesar de sempre ter pedido para fazer, os acontecimentos da escola anterior o tornaram inseguro, ele achava que não conseguiria. Na segunda aula já estava completamente seguro de que era aquilo que ele queria mesmo!

Desde que começou ele treina em casa TODOS os dias... na varanda, na sala, na calçada... ele treina os katas e os movimentos que já aprendeu!

Em poucos meses de aula (3 meses), ele realizou o primeiro exame de faixa (que é o mais fácil de todos, claro, mas que mostra para os alunos que o empenho traz resultados positivos) e passou da faixa branca para a faixa amarela!



O karatê é um esporte incrível, que ensina paciência, concentração, respeito, ensina a competir, a lutar por seus ideais, a não brigar por aí, além de todos os benefícios físicos!

Esse esporte trouxe para o Henrique a segurança e a autoconfiança que ele precisava recuperar...

Assim está o meu pequeno grande menino: feliz, realizado e seguro novamente!!!

Lívia.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Kidzânia, uma nova visão!

Então resolvemos voltar ao Kidzânia depois de dois anos e de uma impressão péssima que tive da primeira vez! Se quiserem saber como foi nossa primeira experiência, cliquem aqui.

Dessa vez foi muito mais agradável! Fomos num dia comum, não eram férias e nem final de semana. Pegamos o parque bem mais vazio. Chegamos às 10:00 em ponto, o que faz o passeio ser bem mais proveitoso!

Bombeiros


Engenheiros técnicos da Toyota

Polícia Investigativa

Pilotos de avião

Cientistas da Yakult

Produção de sucos da Su Fresh

Âncora da rádio CBN



Algumas coisas mudaram desde a última vez em que fomos:

Vale ressaltar que os preços e horários descritos abaixo foram os que vivenciamos e pagamos em agosto. Para saber sobre os dias de funcionamento, horários e valores para a data que você pretende visitar o parque, acesse: www.saopaulo.kidzania.com, afinal os preços de agosto para setembro já mudaram!

_ Agora em período que não é férias o parque funciona com horário prolongado: das 10:00 às 16:30.
_ O ingresso ficou bem mais barato: crianças R$65,00 e 1 adulto não paga. O adulto adicional paga R$ 35,00. Esses valores paguei por não ser feriado em São Paulo, nem férias e nem final de semana.
_ O Henrique cresceu e está agora com 7 anos (mais maduro para enfrentar o parque).
_ O parque estava bem mais vazio! E isso faz toda a diferença!

O que não mudou:

_ A dinâmica do parque continua a mesma, as criança enfrentam longas filas e esperam o processo todo da atração acontecer: treinamento, verstir uniforme, brincar.
_ O parque não entrega mapa das atrações, mas agora podemos baixá-lo por app.
_ Apesar do parque proibir que adultos e crianças guardem lugar na fila, sempre tem os visitantes que o fazem (povo brasileiro que não sabe cumprir regras, quer ser mais esperto que os outros e depois reclama dos políticos que o representa!).

O fato de o Henrique ser mais velho o fez aproveitar muito mais!
A atração da rádio CBN, entrega um código e senha para baixar pela internet o programa feito pelas crianças. É uma graça!!! Depois que chegamos em casa ouvimos o programa todo, que é uma cópia do programa normal. Muito legal!!!

Dessa vez a impressão foi bem melhor! Mas indico fazer o passeio fora de férias e feriados!

Lívia.